Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Enquanto a Cidade Dorme

Novela Escrita | Enquanto a Cidade Dorme - Último Capítulo

PARTE 1
Casa de Fernando – Sala – Clara está vendo televisão quando seus pais chegam em casa:
CLARA: Pai? Mãe? Onde vocês estavam? Estou preocupada! Pai o que você fez? Mãe fala pra mim que ele não fez nenhuma loucura? 
HELENA: Minha filha fique tranquila, nada aconteceu! Nada que o destino já não havia escrito!
FERNANDO: Agora nós temos que ir embora! Está com suas malas prontas?
CLARA: Fiz tudo como combinamos! Pai, você tem certeza que não fez nada que foge ao nosso combinado? Promete pra mim?
FERNANDO: Prometo minha filha! Eu te prometo!
PARTE 2
Casa de Tarcísio – Graziela sai do escritório com uma mala na mão e encontra a filha na sala:
GRAZIELA: O que você está fazendo acordada?
MANOELA: Não tem ninguém em casa, ouvi um barulho, aconteceu alguma coisa
GRAZIELA: Não ouvi nada! Onde está seu pai? E seu irmão?
MANOELA: Já lhe disse que não há ninguém em casa!
Manoela nota a mala que a mãe segura:
MANOELA: O que tem dentro desta mala?
GRAZIELA: São coisas minhas, Manoela, deixa de ser curiosa!
MANO…

Novela Escrita | Enquanto a Cidade Dorme - Penúltimo Capítulo

PARTE 1
Sala de casa de Tarcísio e Helena – Luana e Miguel estão em pé próximo a porta. Murilo está ao lado. No sofá estão Manoela e Graziela, enquanto Helena e Tarcísio estão em pé no centro. Andando de um lado para o outro está Breno, inconformado:
BRENO: Vocês me fizeram acreditar a minha vida toda que minha mãe estava morta – grita – a troco de quê? Por que vocês fizeram isso?
TARCÍSIO: Meu neto, tenha calma! Será que você ainda não percebeu que essa mulher está completamente louca? Aliás, quem foi que permitiu a entrada desses dois aqui?
MURILO: Eu permiti! O meu filho lhe fez uma pergunta, pai. Responda ele! A sua resposta vai aliviar a sensação que todos estão sentindo aqui dentro desta sala. Quem mais está no meio dessa armação toda sua? Mãe? Graziela?
GRAZIELA: Eu? – diz se levantando – Eu nunca soube de nada! Como é que tem coragem de duvidar de mim, Murilo? Eu que sempre te amei, que sempre fiz de tudo para proteger o nosso amor.
Ela caminha até Breno
GRAZIELA: Você Breno. Como po…